domingo, 11 de outubro de 2009

Lágrimas
















AUSÊNCIA

Ele apenas chorava,
Sentado ali na calçada.
Suas mãos apoiavam sua cabeça,
Que pendia de forma desesperada.
Seu corpo estava curvado,
Como se ele suportasse,
Todo o peso do mundo,
Lágrimas brotavam,
Escorriam pelo seu rosto.
E se lançavam no espaço,
Até tocar o chão.
Desfaziam-se então em mil pedaços,
Que não se juntam mais.
Ele não dizia uma palavra,
Não expressava um sentimento,
Não esboçava uma reação,
Apenas chorava...
Abandonado com sua solidão.
Em seu peito o grito calava,
Pois no silêncio do seu sofrimento,
Uma lembrança se faz insistente.
Trazendo para ele novamente,
A dor de um amor ausente.


 
CARLOS MEDEIROS

6 comentários:

  1. É meu amigo, amor ausente... Amores que nos deixam pensativos, no silencio... Bobagem dizer que me encanto com teus poemas, neh?? Bjkas e td de bom Carlos.

    ResponderExcluir
  2. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!

    Você está fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog => Blogs...

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo


    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderExcluir
  3. Me sinto honrado, por ter sido selecionado pelo selo, Veja Blog. Um forte abraço para o Sr. Dário Dutra e sua equipe.

    ResponderExcluir
  4. Márcia, já são alguns anos que nos sintonizamos. Nesse convívio virtual, são muitos os que passam, mas poucos se tornam realmente amigos. Você é uma amiga real. Beijos!!

    ResponderExcluir